Como ser um compositor / sound designer para games? Um guia para iniciantes (parte 3)

Onde conseguir o primeiro projeto de áudio para games? Devo trabalhar de graça para ganhar experiência/portfólio? Qual a diferença entre música para gamas, para filmes, e música “para ouvir”?

Na terceira e última parte do nosso guia de áudio para games para iniciantes, vamos falar sobre como conseguir seu primeiro projeto e se você deve trabalhar só pela experiência, além de algumas coisas você pesquisar depois que acabar aqui.

Se você não leu as partes 1 e 2, sugiro começar do começo!

Continue Lendo “Como ser um compositor / sound designer para games? Um guia para iniciantes (parte 3)”

Como cobrar pelo seu trabalho? Ou: quanto esperar do orçamento de um freelancer criativo

Apareceu um trabalho e você não sabe como cobrar? Tá com vontade de fazer de graça pra ter portfólio? Não tome nenhuma decisão sem ler este texto!

Texto originalmente publicado no blog Naco de Pão

Ultimamente, este tem sido um tema recorrente nas minhas conversas nos mais diversos círculos. Nós, brasileiros criativos, aparentemente temos “medo” de colocar um valor financeiro no nosso trabalho, o que faz com que muitos de nós trabalhem só “por portfolio” ou a preço de banana “pra ganhar o cliente”. Então, baseado em algumas leituras e muitas conversas que tive nos últimos tempos, aí vão alguns parâmetros pra você, compositor (e talvez qualquer freelancer  criativo) cobrar pelo seu trabalho. Continue Lendo “Como cobrar pelo seu trabalho? Ou: quanto esperar do orçamento de um freelancer criativo”